Seguidores

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Dies Irae - Dias da Ira




Em latim, Réquiem significa descanso e repouso. A missa de Requiem celebra-se em memória dos defuntos e é conhecida também pela missa dos mortos


Na semana santa, em especial na Sexta-feira da Paixão, O Réquiem adquire um significado muito particular. Nesse dia , quando se relembra o sacrifício de Cristo, a meditação sobre cada frase consegue trazer a cada um a profundidade desse dia:. No Réquiem de Mozart, citamos, por exemplo, uma estrofe do Recordare, cujas palavras estão dirigidas a Jesus Cristo no caminho do Calvário: Quarens me, sedisti lassus: Redemisti crucem passua; Tantus labor nin sit cassus. ( Buscando-me, sentaste fatigado, pela cruz me resgatastes, não seja vão o Vosso trabalho)


Dies Irae - Dia da Ira, refere-se ao dia do Juízo Final. A maioria dos compositores concentra aqui toda a dramaticidade do Réquiem. Texto e música aliam-se para invocar cenas do julgamento final e da iminência do inferno


Pensa-se que o Réquiem, composto por Mozart tenha sido encomendado pelo Conde Franz Walsegg-Stuppach para que este, todos os anos celebra-se o aniversário da morte da sua esposa falecida prematuramente. A obra foi em grande parte escrita quando Mozart se encontrava já muito debilitado e doente, o que o levava a dizer que o Requiém seria para ele mesmo. Mozart morreu sem a obra ficar concluída, vindo a ser completada pelos seus alunos Joseph Eybler , que trabalhou pouco no projecto, e Franz Xavier Sussmayr, que escreveu a parte restante e completou a instrumentação


Fonte: www.sca.org.br/artigos/RequiemMozart.pdf

9 comentários:

Luisa L. disse...

Excepcional o coro, Emília. Maravilhoso.
Uma Páscoa Feliz para ti!

Abraços

José S. Pereira disse...

Mozart era excepcional mesmo. Debilitado, ainda capaz de compor dessa forma. Ou talvez seja comum aos grandes gênios da humanidade, que o tormento amplifique-lhes o poder de criação.

Ótimo vídeo.

Abraços

Sissym disse...

Emilia, querida, adorei o seu texto, muito bem escolhido para esta epoca.
Fantastica obra de Mozart !!!

Feliz Pascoa!

moreijo disse...

Então Requiem significa isto... parabéns amiga ... ótima postagem esclarecedora...abraços...viu deu para vir hoje ...agora vou dormir e descansar...valeu..fuiiiiiii

joselito bortolotto disse...

Emilia, só uma coisa, forte ...muito forte.

Malu disse...

Mozart sempre será Mozart e esta apresentação é simplesmente DIVINA!!!
Abraços

- Léya Reys - disse...

Olá seja bem-vindo, convido você a visitar o meu blog de maquiagens, se puder ajudar a Seguir, indicar, compartilhar, agradecemos de coração, abraços!!

Irismar Santos disse...

OI Emilia, passei para saber como vc esta e te desejar um belo dia!!

Abraçoooooooo

Luma Rosa disse...

Adoro saber o surgimento e destino das coisas. Não sabia que o Réquiem de Mozart tinha sido obra encomendada e muito menos a nobreza da intenção. Agora vou ouvir com mais emoção, bem mais do que antes.
Florzinha, por onde anda?
Beijus,