Seguidores

quinta-feira, 2 de julho de 2009

Estavas linda Inês...

A Quinta das Lágrimas, cuja origem se perde nos séculos, foi o cenário dos amores proibidos do príncipe D. Pedro e D.Inês de Castro, uma fidalga castelhana que servia de dama de companhia a sua mulher D. Constança. Diz a lenda que foi na Quinta das Lágrimas que D. Inês chorou pela última vez, enquanto era trespassada pelos punhais dos fidalgos a quem o rei Afonso IV ordenara a sua morte. As lágrimas então derramadas inspiraram Luís de Camões a criar o nome de Fonte das Lágrimas e muitos outros escritores a consagrar o amor eterno de Pedro e Inês.


INÊS DE CASTRO
Estavas, linda Inês, posta em sossego,
Dos teus anos colhendo o doce fruto,
Naquele engano de alma, ledo e cego,
Que a Fortuna não deixa durar muito;
Nos saudosos campos do Mondego,
De teus formosos olhos nunca enxuto,
Aos montes ensinando e às ervinhas
O nome que no peito escrito tinhas
.... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ...
Tais contra Inês os brutos matadores,
No colo de alabastro. que sustinha
As obras com que Amor matou de amores
Aquele que depois a fez rainha,
As espadas banhando e as brancas flores
Que ela dos olhos seus regados tinha,
Se encarniçavam, férvidos e irosos,
No futuro castigo não cuidosos
.... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ...
As filhas do Mondego a morte escura
Longo tempo chorando memoraram
E, por memória eterna, em fonte pura
As lágrimas chorados transformaram:
O nome lhe puseram, que ainda dura,
"Dos amores de Inês ", que ali passaram.
Vede que fresca fonte rega as flores,
Que lágrimas são a água, e o nome Amores!

Poema de Luís de Camões







4 comentários:

Ariana disse...

Linda Inês, lindo post, Emília...
Inês foi morta e dessahistória surgiram tantas outras que enriqueceram a sua existência.
Brilahnte Camões nos seus belos versos.
Beijos, Mi.

Susana disse...

Olá Emília!

A História de Inês de castro é apaixonante! para não falar da lenda...Conheço perfeitamente o lugar dafotografia. É excepcional!

Espero que esteje tudo bem contigo! Também estou a ver se começo a ter um tempinho para as minhas pinturas (embora seja uma mera amadora e autodidacta).
Bom fim de semana.
Aproveito para te convida para participares na próxima blogagem "Férias na minha tera". desta vez podes falar da tua cidade( a inscrição acaba dia 7 de Julho)

Bjs Susana

DanielaAmaral disse...

As filhas do Mondego a morte escura
Longo tempo chorando memoraram
E, por memória eterna, em fonte pura
As lágrimas chorados transformaram:
O nome lhe puseram, que ainda dura,
"Dos amores de Inês ", que ali passaram.
Vede que fresca fonte rega as flores,
Que lágrimas são a água, e o nome Amores!


Esta é sem duvida a minha estrofe preferida de "Os Lusíadas"
Se quiseres passa no meu

moreijo disse...

aqui no Brasil ficou muito conhecida a Marquesa de Santos por seu caso com o Imperador D.Pedro e não e considerado lenda,eu não sabia de Inês...valeu...fuiiiiiii