Seguidores

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Todos temos telhados de vidro?

Assim como o homem carrega o peso do próprio corpo sem o sentir, mas sente o de qualquer outro corpo que quer mover, também não nota os próprios defeitos e vícios, mas só os dos outros.

Entretanto, cada um tem no seu próximo um espelho, no qual vê claramente os próprios vícios, defeitos, maus hábitos e repugnâncias de todo o tipo.

Porém, na maioria da vezes, faz como o cão, que ladra diante do espelho por não saber que se vê a si mesmo, crendo ver outro cão.

Arthur Schopenhauer, in 'Aforismos para a Sabedoria de Vida'

8 comentários:

Edgard Shigenaga disse...

Emília, excelente texto!
O exemplo do cão é perfeito! Como é difícil para o Homem enxergar ou aceitar os seus próprios defeitos. Nos faz parar por um instante e refletir!!!
Bjs.

José S. Pereira disse...

Isso é uma grande verdade, Emília.

E normalmente, quanto mais ladramos,mais enraizado é nosso vício.

Creio piamente que criticamos no outro o que temos "contido" ou camuflado. Enfim, quanto mais semelhante com o nosso eu desvirtuado, mais criticamos o sujeito que se atreve, com sua existência a desafiar nossas "virtudes".

Abraços

Jucifer disse...

ola minha rica
perfeito somos mestres em ignorar o espelho, talvez pork seja bem mais facil colocar a culpa nos outros....

bjim minha rica

SeuLuiz disse...

Com certeza todos temos telhado de vidro. Mas é mais fácil jogar pedras no telhado do vizinho. Excelente seu texto.

Abraços!

Beth Muniz disse...

Bom dia querida Emília,
Que belo texto para nos levar a reflexão em qualquer dimensão.
O título me lembra o de um livro que li: “Partido com Telhado de Vidro”. Jã não me lembro o nome do autor, mas aborda o processo político por que passou Portugal pré/pós a Revolução dos Cravos.
Aliás, quero te dizer que gosto muito do seu blog. Assim como gostei do seu comentário no meu post sobre a nossa Mãe África. Fantástico.
Obrigada e grande abraço.

Vivendo pela Palavra de Deus!!! disse...

Oi amiga que belo texto e a ilustração do cachorro no espelho é ótimo.Porém, na maioria da vezes, faz como o cão, que ladra diante do espelho por não saber que se vê a si mesmo, crendo ver outro cão.Obrigada por partilhar

Um belo dia

Jackie Freitas disse...

Olá Emília!
Maravilhosa passagem de Schopenhauer! Os escritos dele, apesar de contestados por muitos, são de extrema sabedoria!
Você foi muito feliz nessa seleção, particularmente sobre esse mal do julgamento e discriminação. Meu pai, há muito tempo, já dizia que quem tem telhado de vidro, jamais joga pedra no telhado dos outros e que, o interessante seria que deixássemos de ser pedras e passássemos a ser telhados...
Muito bom mesmo!
Grande beijo,
Jackie

Antonio Pereira (Apon) disse...

Oi Emília.

É muito mais fácil combater nos outros aquilo que não queremos enfrentar em nós mesmos. Preferimos quebrar o espelho do que consertar nossos erros.

Um abração.