Seguidores

domingo, 12 de abril de 2009

Viagem no Expresso do Oriente

Durante a minha estadia na Turquia, há uns anos atrás, tive a oportunidade de visitar o Pera Palace Hotel. Muitos dos recém-chegados a Istambul no Expresso do Oriente aproveitavam as suítes do Pera Palace para se recuperarem da longa viagem e buscar fôlego para desbravar a então desconhecida Ásia. Um dos quartos reservados pera palace hotelpara mostrar aos curiosos, era o quarto da escritora Aghata Christie. Mas outros famosos passaram por aqui como: o Rei George V de Inglaterra, Kaiser Wilhem II da Alemanha, o Imperador Franz Joseph do Império Austro-Hungaro e o Czar Nicholas II da Rússia .

Decidi então fazer uma serie de pesquisas sobre o famoso comboio que inspirou livros e filmes e, acabei por descobrir que, o famoso Expresso do Oriente ao contrário do que eu imaginava, só faz o percurso Londres – Itália.

Mas vamos à história do Expresso do Oriente.

Há 125 anos, em 4 de Outubro de 1883, partiam da estaç300px-aff_ciwl_orient_express4_jwão Gare de l'Est, em Paris, os vagões do Expresso do Oriente. Na época, a composição partia de Paris e seguia para Estrasburgo, Munique, Viena, Budapeste e Bucareste. Em Girgiu, na Roménia, os passageiros pegavam um barco e navegavam pelo Danúbio até Ruse, na Bulgária, onde havia um novo trem para Varna. De lá, finalmente, um ferry seguia para Istambul. Em 1889 a linha é finalmente completada até Istambul.

Na década de 30 o Expresso do Oriente atingiu o seu ponto máximo, com trêss serviços atravessando a Europa. Este sumptuoso comboio transportava a realeza europeia e outros viajantes da corte da França à Turquia. As cabines ofereciam luxo para os passageiros, que podiam se deleitar com camas e estofados de primeira linha, além de serviço de alto nível.

As Guerras Mundiais, porém, ameaçaram a segurança da rota e fizeram o antigo comboio encerrar suas viagens em 1977. Apesar da famosa composição do século XIX ter parado de circular, ainda é possível refazer o trajecto até Istambul a bordo de um trem renovado, mas 52-8055-Orient-Express-726088igualmente sofisticado.

Hoje, o transporte fica por conta de diversas companhias ferroviárias, entre elas a Orient Express Hotels, Trains & Cruises, que criou uma réplica do trem com alguns dos vagões originais. O que aconteceu foi que um britânico chamado James Sherwood investiu cerca de US$ 16 milhões para adquirir e reformar os vagões da antiga linha, e a empresa de hotéis e viagens comprou-os.

O Expresso do Oriente sai todos os dias às 22:20 da Gare de Strasbourg, para Viena. No período entre Março e Novembro pode-se viajar entre Londres e Veneza pelo elevado custo de 2.000,00 euros por pessoa

O expresso do Oriente é considerado o comboio mais famoso do mundo, o seu público-alvo continexp oriua o mesmo: gente disposta a pagar uma pequena fortuna por uma viagem memorável. O pacote de seis noites custa US$ 9 mil e o valor inclui refeições (sem bebidas alcoólicas) e passeios em todas as paradas. A fila de espera para conseguir uma vaga é grande. Segundo a empresa Orient Express Hotel, recomenda-se comprar o pacote com até um ano e meio de antecedência.
Uma vez por ano no mês de Agosto, realiza-se uma viagem recordando o trajecto original que ligava Paris a Istambul.

9 comentários:

EAD disse...

Nossa, muito interessante, não conhecia a história do Expresso Oriente. Ouvi falar muito e, claro, a Agatha Christie contribuiu bastante para a fama.

Ropiva disse...

Um dos muitos sonhos que espero realizar é justamente o Expresso Oriente. Que belo artigo, Emilia!

Abraços

Márcio Lima disse...

Essa viagem deve ser uma experiência única. Fascinante...

Paticinha disse...

Emilia sou louca para fazer essa viagem, descobri outro trem semelhante so que este atravessa a Africa, acho que se pudesse faria o roteiro original...

Paticinha disse...

bom não sei oq houve mas queria apenas dizer que existe uma outra viagem de tre so que essa atravessa a Africa são 16 dias e sai R$38.000,00 essa sim é pra poucos...

Jânio disse...

Olá Emília:

Concordo com a Paticinha, perto da viagem da África, a viagem do expresso oriente é uma "bagatela".

Certamente, lá na àfrica a fila não é tão longa rsrsrsr

Sua narração da viagem, deixa qualquer um com uma grande vontade de conhecer esse mundo maravilhoso.

Belo texto.

ABS

José S. Pereira disse...

O passeio tem história mesmo. E, pelas fotos do interior dos trens, tem estilo.

Aqui no Brasil, criaram um trem de luxo. Faz um pequeno percurso do Rio de Janeiro à Foz de Iguaçu sai a R$ 8.600 (entre Julho e Agosto). GREAT BRAZIL EXPRESS. É nome dessa mina de ouro que descobriram aqui, para os nossos ricos. Mas não tem o apelo do Orient Express, com certeza.

Abraços

Sissym disse...

Eu adoraria fazer uma viagem dessa! Alias, segundo minha mãe, Istambul é uma cidade lindissima! Sobre o Expresso Oriente, faz me lembrar de Agatha Cristie tambem!

Anónimo disse...

COMO SOU DURANGO ANDO MESMO É DE METRÔ E FIAT UNO ! AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH E DURMO PENSANDO COMO PAGAR O TELEFONE E O SPEEDY, AHAHAHAHAA.