Seguidores

quarta-feira, 11 de março de 2009

Lei do menor esforço


No livro “ As sete leis espirituais do sucesso” Deepack Chopra apresenta-nos a lei do menor esforço.

Na ciência védica, a ancestral filosofia da Índia, este principio é conhecido como o principio da economia de esforço, ou «faça menos e realize mais». Atinge-se um estado em que não se faz nada e realiza-se tudo. Isto significa que existe apenas uma ténue ideia e a manifestação dessa ideia surge sem esforço.
Se observar a natureza em acção verá que o esforço despendido é mínimo. A relva não se esforça para crescer. Os peixes não se esforçam para nadar, mas nadam. A inteligência da natureza funciona sem esforço, nem fricção, com espontaneidade. E quando nos encontramos em sintonia com a natureza e adquirimos o conhecimento do nosso eu, estamos aptos a aplicar a lei do menor esforço
Como aplicar
É necessário aplicar a aceitação. Aceitar as pessoas, situações, circunstâncias e acontecimentos, tal como eles ocorrem. Reconhecer que determinado momento é o que deveria ser, porque todo o universo é como deveria ser. Não lutar contra o universo, lutando contra o momento presente. Aceitar as coisas como são no momento e não como gostaria que fossem
Depois de aceitar as coisas como elas são, aceite a responsabilidade pela sua situação e por todas as ocorrências que lhe parecem problemas. Aceitar a responsabilidade significa não culpar ninguém, nem nada, pela situação (incluindo-se a si próprio) Saber que em cada problema se encontra oculta uma oportunidade, permite-lhe aceitar o momento que passa e torná-lo melhor.
Por fim o distanciamento. Renunciar à necessidade de defender os seus pontos de vista. Não sentir a necessidade de convencer ou persuadir os outros a aceitarem os seus pontos de vista. Permanecer aberto a todas as opiniões e não ser rígido em relação a nenhuma.

Fonte: "As sete leis espirituais do sucesso" de Deepack Chopra

11 comentários:

EAD disse...

Grande Chopra, é pq tudo está ligado e se mudamos o curso das coisas, interferimos no processo.

informlegal disse...

Mikami1, que texto interessante vai de certa forma ao que mais ou menos eu penso sendo que trago essa visão do Taoísmo procurando não acumular energia deixando o fluxo do chi fluir e do budismo eu tento evitar os apegos mas mesmo assim ainda deixo muito a desejar.Quando eu tomei a iniciativa de nada mais seguir a não ser o minha própria visão a minha intuição a minha voz interior isso tornou-se um caos no meu convivio pois as pessoas se apóiam em conceitos pré-estabelecidos não admitem isso e querem me impor algo que está fora
do meu nível de entendimento quanto a minha pessoa a minha verdade serve só para mim mas não imponho isso a ninguém se alguém quiser me ouvir que seja de livre e espontânea vontade sem interferir em nada abraços.É um lindo texto e uma bela mensagem.

Eliude Santana disse...

Pura Verdade! Em cada um de nós está naturalizada uma conscientização mais profunda que nos permite de obter uma sorta de vitórias no mundo materia. Poucos sabem de poder controlar o proprio estado de espirito e de poder determinar as experiências que entram nas próprias vidas, simplesmente dirigindo os pensamentos de modo intencional.
Quando obtemos conscientização do nosso ser interior, obtemos também a certeza de que somos nós mesmos a criar a nossa realidade e que podemos contar com forças inatas e divinas que operam conosco, obedecendo o nosso querer, e nao aleatoriamente, independente de nós.
Essa maravilhosa conscientização é um direito natural nosso e é comum a TODOS. Logo, nao existe um mais fortunado de outros. Aqueles que obtêm è porque já descobriram esse poder e o usam em modo deliberado, sempre ao próprio favor e NUNCA contra. Porque tudo o que se pensa e foca a atenção, aparece na nossa realidade.
Um grande abraço.

Carlos Cohen disse...

...

De inicio eu achei ate interessante, mas depois o texto vai perdendo o "sentido", que negocio eh este de parar de lutar para afirmar os pontos de vista que temos, sem isso, nao somos nada, tudo que voce afirmou nos faz um animal quase que irracional, sem opiniao, para quem esta proximo eh uma otima ideia, porem, para quem vive isso eh um "inferno" na terra, todos querem estudar a mente e a "alma" para ter mais, para ser mais, ninguem quer se transformar em um robo sem sentimentos, e aquele que afirma seguir isto mente para si mesmo...
Isso eh a pior forma de manipulaçao que eu ja vi na vida,
si vejo falsos em busca disso, preguiçosos que almejam riquezas e se escondem atras de sentimentos "puros"... melhor parar por aqui.
(Meu teclado esta pessimo, por isso a terrivel ortografia)

CLAUDIA disse...

Olá querida Emilia!
A vida é dinâmica,é como as ondas do mar,sobe e desce a todo momento.
Precisamos sim nos adequar a essa dinâmica ,e não tentar fazer força com ela,num momento ou outro.Conhecer a si mesmo é uma das lições mais difíceis pois muitos não querem,é difícil se olhar nos espelho,mas chega uma hora que é preciso,ou vai ou fica estagnado.
Gostei da mensagem,parabéns!
Bjos em seu coração com cheirinho de Jasmin.

ebraelshaddai disse...

Eu ando exercitando, a duras penas, estes ensinamentos. A própria noção do amor passa, primeiro, pela aceitação das coisas e pessoas como são. E isto precisa mesmo de muito exercitar!!

Daí, decorrem outros valores como misericórdia e serenidade, tais presentes em Madre Teresa de Calcutá e Cristo!

Bjs!

Anónimo disse...

Qual é o preguiçoso que não apoiaria está Lei?! Kkkkk

Anónimo disse...

Não corre atrás dos seus objetivos pra você ver não viu.... A única coisa que cai do céu sem esforço é chuva e, mesmo assim a chuva é rara em muitos lugares do planeta....

Anónimo disse...

A única coisa que cai do céu sem esforço é a chuva....

LEANDRO LIROLEA disse...

eu sinto que quando praticamos nos comunicamos com mundo infinito e encontramos o nosso self e lá chegamos. e trazemos as respotas dentro de nós convertidas em energia natural para realizarmos o nossos pensamentos.
algumas pessoas não conseguem atingir este nivel porque fracassam antes do tempo são esses que caiem na lei do menor esforço.

LEANDRO LIROLEA disse...

O UNIVERSO é como um recetor dos nossos pedidos. por isso devemos sempre deixar o fisico para irmos ao metafisico para podermos buscar a energia cosmica.