Seguidores

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Blogagem colectiva – Momentos de Paz



Guernica de Picasso e 3 de Maio de Goya são dois exemplos, em como a arte desempenhou o seu papel ao serviço da paz. Os artistas nunca se ausentaram do seu papel na sociedade, denunciando as opressões e a violência. Lutando com as suas próprias armas, foi esta a forma que encontraram para lutar pela paz.



Guernica é para arte um grito de paz

Pintada por Picasso em 1937 representa a condenação aos bombardeios sofridos pela cidade espanhola de Guernica em 26 de Abril de 1937 por aviões alemãs, apoiando o ditador Francisco Franco. A ausência de cor neste quadro, é mais uma forma de representar o repudio sentido pelo sofrimento desta pequena cidade.




Goya imortaliza nesta tela o 3 de Maio de 1808 o levantamento popular que ocorreu em Madrid contra a invasão napoleónica. O movimento daria origem à Guerra de Independência da Espanha em relação à França.
Os madrilenos que foram encontrados com armas foram assassinados. Foram cerca de 400 vítimas. 44 revolucionários foram fuzilados na noite de 2 a 3 de Maio na colina do Príncipe Pío, em Madrid. Este é o episódio que Goya mostra no seu quadro.

3 comentários:

Ropiva disse...

Uma analogia interessante e verdadeira. A paz e a arte estão fortemente ligadas. Um belo artigo, Emilia. Parabéns!

Abraços

Roberto disse...

olá...meu blog tbém está participando dessa campanha..

devemos lutar pela paz...

Irondino Torma disse...
Este comentário foi removido pelo autor.